saímos de são paulo com a missão de encontrar boas peças perdidas pelo território mineiro.


posiciona o tripé - revira todos os cabides em poucos minutos - monta uma pilha imensa - 'esse sim, esse não, esse talvez' - desmonta equipamento - vaza.









nossa rotina se baseava em perguntar: 'aonde é? aonde tem?' as respostas pra essas perguntas traçavam os caminhos e encontros.






garimpar é pura pesquisa e curadoria. não deixar passar nada. e assim, num ritmo orgânico, também se deixa encontrar.























minas em minas





a lojinha o editorial